AS 10 + DA GRAMÁTICA

Atualizado: Fev 20




Aproveitando a brincadeira das listas das 10+ sobre alguma coisa, a página da jornalista Dad Squarisi fez uma enquete das maiores dúvidas de português.


Vamos lá:



1. “Menas”


Não existe de forma alguma. É sempre “menos”.


Exemplo: Faça menos coisas hoje.


2. “Pra mim fazer”:


Mim não faz nada. Nem pode ser sujeito na oração. Use sempre “eu”:


...pra eu fazer, pra eu estudar, pra eu protestar.


3. “Haverão protestos”:


No sentido de existir ou fazer, o verbo haver é impessoal, fica do singular:


Exemplo: Houve/Haverá protestos nas ruas.


4. “Meia louca”:


No sentido de “muito”, “um tanto”, é ”meio”.


Exemplo: Ela está um meio/ um tanto/muito cansada na quarentena.


5. Soa” em vez de “sua”:


Soar é emitir som. Suar é transpiração.


Exemplos:
A campainha soa.
O trabalhador sua. (transpira)


6. “Graças à Deus”:


Deus é nome masculino. Não aceita crase. Assim como:


Barco a vapor, valor a prazo, irei a pé.


7. “Mal humor, mau humorado”:


Mau é o contrário de bom. Mal é de bem.


Exemplo: Mau/bom humor. Mal/bem humorado.


8. “Fazem 10 anos”:


O verbo “fazer”, na contagem de tempo, é invariável, fica no singular:


Exemplos:
Faz um ano.
Faz 10 anos.


9. “Mais/mas”:


“Mais” é soma, adição. É o contrário de menos: Trabalho mais (menos) que você. “Mas” equivale a porém, entretanto. É oposição.


Exemplo: Ele estudou muito, mas não passou na prova.


10. “A ver/haver”:


A ver = ter relação:


Exemplo: Isso não tem nada a ver com os fatos.

Haver = verbo:


Exemplo: No Brasil deve haver muito mais casos de infectados de Covid-19.


E fica a dica de seguir no Instagram @dad.squarisi 😉


Talvez você também queira ler "A arte de escrever bem".




9 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo